PARLAMENTOS

Deputados defendem aumento de vagas para concurso da Polícia Militar


Discussões foram iniciadas por Elenil da Penha

Na sessão matutina desta terça-feira, 31, o deputado Elenil da Penha (MDB) reapresentou um requerimento ao Governo do Estado que solicita a ampliação do número de vagas do último concurso da Polícia Militar do Tocantins (PM-TO). A proposta aumenta de 1.000 para 1.500 as vagas oferecidas no certame, realizado no mês de junho deste ano.


A justificativa do autor é de que, atualmente, o efetivo de policiais militares no Estado está abaixo do previsto. Conforme informações de um levantamento feito em 2017 pelo Ministério Público Estadual, a Polícia Militar do Tocantins tinha à época menos da metade do efetivo necessário. De acordo com a legislação estadual, o ideal seriam nove mil agentes. Contudo, no Estado havia 3.660 militares, ou seja, apenas 40% do ideal.

“Mesmo com os aprovados no último concurso, ainda não se chegará ao número ideal de policiais. Por isso, solicitamos a retificação do edital”, argumentou Elenil. Ele aponta que a falta de policiais gera insegurança diante do aumento da criminalidade, especialmente em cidades do Estado tidas como pacatas.

O mesmo argumento é defendido por outros parlamentares, via requerimento ao Executivo, como Vanda Monteiro (PSL), Zé Roberto (PT), Leo Barbosa (Solidariedade), Júnior Geo (PROS) e Valderez Castelo Branco (PP).

Para os deputados, o histórico de concursos de carreiras policiais apresenta altos níveis de reprovações, abstenções ou desistência apenas na etapa do Teste de Aptidão Física (TAF) e que aumenta ainda mais no decorrer dos certames com as demais etapas de avaliação psicológica, avaliação médica, investigação social e da vida pregressa.

O concurso

Realizado a 6 de junho de 2021, o concurso da Polícia Militar do Tocantins contou com mais de 45 mil inscritos, com a aplicação das provas objetivas em 20 cidades. O edital original previa mil vagas para soldado: 950 para o setor operacional, 25 para o quadro de músicos e 25 para a área da Saúde. Os aprovados na etapa inicial passarão também por exame de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e da vida pregressa, e curso de formação.


Participe do nosso grupo do WhatsApp




VEJA TAMBÉM



PARLAMENTOS  |   01/12/2021 10h01





PARLAMENTOS  |   01/12/2021 08h24


PARLAMENTOS  |   01/12/2021 08h06

Palmas - TO